Endomarketing

Equipe engajada: entenda a importância de adicionar arte ao repertório corporativo

Vinho Tinta
23/11/2022

A saúde mental e o ambiente de trabalho são dois paralelos que estão cada vez mais próximos. A presença de uma equipe engajada na empresa, por exemplo, depende muito do bem-estar dos colaboradores. Um importante conectivo capaz de melhorar esses dois mundos é a arte.  

Atualmente, com o boom das tecnologias e mudanças ao redor do mundo, parece que os critérios de um ‘trabalho ideal’ foram atualizados e, agora, os colaboradores estão procurando empregos que priorizam e valorizam uma vida saudável.

Esse entendimento é libertador para quem trabalha mas, ao mesmo tempo, representa um grande desafio para quem contrata. Porque, afinal, como as empresas podem ter uma equipe engajada e com a saúde mental em dia?

É nesse contexto que as intervenções artísticas podem surgir como alternativa. A união entre arte e mente já apresenta inúmeros benefícios e, quando adicionamos o ambiente corporativo a essa mistura, os resultados tornam-se ainda mais surpreendentes.

Neste conteúdo, traçamos um panorama da relação entre a saúde mental dos trabalhadores e os impactos positivos da arte na vida cotidiana. Também separamos algumas dicas para a construção de uma equipe engajada com base nesses pontos. Confira!

Como está a saúde mental dos trabalhadores?

Antes de entender mais sobre os benefícios da relação arte, mente e trabalho, é importante falar sobre os funcionários, que são os personagens principais neste contexto, ainda mais quando o objetivo é ter uma equipe engajada. O problema, muitas vezes, é que os empregadores apresentam exigências um pouco duras, ignorando o desgaste causado nos empregados. 

Depois da pandemia da Covid-19, muitas pessoas começaram a prestar mais atenção nessa temática. Os efeitos colaterais negativos do home office (que também apresenta seus bônus) passaram a ser mais evidentes, como comenta a psicóloga e mestra em psicologia Camilla Viana, “A partir do momento em que eu trabalho em casa, qualquer hora é hora de trabalhar.” 

Mas as preocupações vão além dos impactos do trabalho remoto. Em 2020, por exemplo, as licenças de auxílio-doença e de aposentadoria por invalidez decorrente de transtornos mentais e comportamentais aumentaram. A Secretaria Especial de Previdência e Trabalho computou mais de 576 mil afastamentos. Isso representa uma alta de 26% em relação a 2019, tornando a situação ainda mais crítica. 

Como a arte pode ajudar nesse contexto?

A arte caminha de “mãos dadas” à saúde mental há um bom tempo. Um exemplo disso é a história da psiquiatra Nise da Silveira. Em meados dos anos 1940, no Brasil, seu trabalho ganhou destaque por apresentar um tratamento menos agressivo aos pacientes acometidos por doenças mentais. 

A médica era contra o uso de técnicas como camisas de força, lobotomia, insulinoterapia e confinamento, utilizando como alternativa a implantação de intervenções artísticas nos processos. 

Ela acreditava que a arte era capaz de ajudar as pessoas a ressignificarem suas conexões com a realidade, além de representar um bom caminho para a expressão dos sentimentos, trazendo formas diferentes de lidar com a dor. 

O pensamento de Nise nunca deixou de ser atual e eficaz. Um relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS) publicado em 2019 apresentou, inclusive, a efetividade da arte na melhora da saúde mental e física dos indivíduos, com base nos resultados de mais de 3.000 estudos.

Trazendo um exemplo rotineiro da relação entre mente e arte, a psicóloga Camilla Viana menciona que, “Se você passou por um dia super estressante, talvez apenas queira ouvir uma música, ver uma novela ou assistir um filme. O objetivo é entrar em contato com uma produção que seja capaz de mexer com seus sentidos e aliviá-los.”

Vale mencionar aqui, que a ideia das intervenções artísticas como conceito inatingível é cada vez mais ultrapassada. A arte está definitivamente em tudo e em todo lugar – na decoração da casa, nas pinturas dos muros, nos cartazes das ruas, nas cantigas da sala de aula e em muitos outros espaços.

Arte + saúde mental em dia = equipe engajada

Percebe-se que existe, então, muita relação entre saúde mental, arte e mercado de trabalho. Por meio das intervenções artísticas, torna-se possível traduzir os pensamentos, aguçar a criatividade e expandir as ideias, como comenta a psicóloga Camilla Viana. “Ao fazer um brainstorm, em um dia comum de serviço, a implementação da arte pode ajudar a chegar muito mais longe, ampliando a ideia inicial.”

De acordo com Camilla, a arte consegue trazer mais fluidez ao meio corporativo, deixando os processos mais dinâmicos e, consequentemente, construindo uma equipe mais engajada. 

Atualmente, as modalidades de trabalho parecem estar cada vez mais tecnológicas. Com isso, a imagem dos empregados se afasta gradualmente da ideia trazida por Charles Chaplin no filme ‘Tempos Modernos’, em que os processos da indústria eram automatizados por seres humanos, que utilizavam muito o trabalho manual e, aos poucos, adoeciam pela monotonia.

Apesar da frequente rotatividade de informações que o mundo traz aos nossos olhos hoje em dia, muitos trabalhos continuam seguindo a mesma lógica mecânica profissional apresentada por Chaplin. A mecanicidade pode não ser necessariamente braçal, já que, agora, o cansaço é mental.  

A arte pode ser uma espécie de martelo para quebrar esse ciclo, ajudando a criar e fortalecer uma equipe engajada. Segundo a psicóloga Camilla Viana, as intervenções artísticas conseguem expressar os propósitos da empresa, fazendo com que os funcionários enxerguem mais motivação e sentido no trabalho. 

“Incrementar a arte no mercado abre possibilidades para desbravar os sentidos. Aquilo que é mecânico, pode acabar perdendo o significado. Quando algo é tocado a partir dos sentidos, os funcionários da equipe se sentem mais conectados com um propósito.”, comenta.

3 ideias que unem arte e saúde mental em busca de uma equipe engajada

Para conectar de forma efetiva arte, saúde mental e mercado de trabalho, trouxemos algumas ideias que vão direcionar a sua atuação como empregador (ou suas propostas de sugestões à empresa, caso você seja empregado). Seguindo essas dicas, possivelmente você estará mais perto de alcançar uma equipe engajada. 

Momento cultural

Algo que pode unir a equipe e, ao mesmo tempo, trazer descontração e diversão ao time, são as apresentações artísticas e culturais. 

Mensalmente ou quinzenalmente, a empresa pode trazer um número de dança, de teatro, ou até mesmo exibir um filme para mudar a rotina e gerar mais leveza no ambiente. 

Ao final de cada momento, os colaboradores podem dar sugestões e dicas do que gostariam de ver nas próximas apresentações, além de conversarem sobre suas impressões acerca da produção. 

Exposições artísticas

Muitas pessoas têm um lado artístico dentro de si e, boa parte delas, está esperando apenas um momento apropriado para desenvolvê-lo. Por que não fazer isso dentro do ambiente corporativo? 

A empresa pode desenvolver uma espécie de “show de talentos” adaptado, com o objetivo de divulgar pinturas, poesias, músicas e tantas outras expressões artísticas feitas pelos próprios colaboradores. Com certeza muitos assuntos e descobertas irão surgir a partir das exposições, trazendo um momento de “leveza” na mente.

Experiência interativa

Trazer aos funcionários uma experiência única e inesquecível envolvendo pintura e mindfulness também pode ser uma ótima opção! A Vinho Tinta é uma empresa que trabalha criando momentos únicos às pessoas por meio de dinâmicas de pintura acompanhadas de muito vinho. As atividades podem ser realizadas presencialmente, online ou de forma híbrida, e são ótimas para trazer mais descontração ao time. 

Experiências como essas criam aberturas para conversas entre os colaboradores, permitindo que os gestores entendam um pouco mais sobre as expectativas que os funcionários depositam na empresa, gerando, assim, uma equipe engajada no propósito do negócio.

E então, ficou interessado em tudo que a Vinho Tinta pode oferecer para o seu time? Conheça mais sobre o nosso trabalho clicando aqui, e entre em contato com a gente para saber mais informações!

Pode te interessar

Utilizamos cookies para analisar e personalizar conteúdos e anúncios em nossa e em outras plataformas. Ao navegar no site, você nos autoriza a coletar e usar essas informações. Para mais informações visite nossa página Políticas de Privacidade.

Preferências